telefone  244 40 33 02         fax  244 49 12 07         móvel  918 638 259       email          

 

                      

 

 

 

 HOME

 PRODUTOS

 CONTACTOS

 HISTÓRIA DO CAFÉ

 RECEITAS

 NOTICIAS

 NEWSLETTER

 

História do café

A história da propagação do cultivo e uso do café pelo mundo é uma das mais interessantes e românticas que há.  Começa em África na Província de Kaffa, Etiópia, onde o cafeeiro provavelmente teve origem.  Várias narrativas imaginosas mas improváveis dão-nos conta da descoberta das propriedades dos grãos torrados.  Conta-se que um pastor etíope ficou muito surpreendido com a vivacidade de suas cabras depois que elas comeram os grãos vermelhos do cafeeiro.  O que sabemos com mais certeza é que a camada carnosa que recobre os grãos era comida pelos escravos que eram transportados da área do atual Sudão para o Iêmen e a Arábia, passando pelo grande porto da época, Moca, de nome hoje sinônimo com uma variedade de café.  E não há dúvidas de que o café era cultivado no Iêmen no século XV e provavelmente muito antes.

                   

Moca também era o principal porto da rota marítima para Meca e o lugar mais movimentado do mundo da época.  A política estrita dos árabes, porém, era de não exportar grãos férteis, para que o café não pudesse ser cultivado em nenhum outro lugar.  O grão é a semente do cafeeiro, mas quando suas camadas externas são removidas, ele se torna infértil.  A disputa para surrupiar alguns grãos ou pés de café vivos foi ganha pelos holandeses, em 1616, que finalmente conseguiram fazê-los chegar à Holanda e cultivá-los em viveiros. A princípio, as autoridades do Iêmen incentivavam as pessoas a tomar em vez de consumir Kat, um arbusto cujos botões e folhas eram mastigados como estimulante, com efeitos colaterais extremos.  As primeiras casas de café foram abertas em Meca, com o nome de “kaveh kanes”. 

Sua propagação em todo o mundo árabe foi muito rápida, e elas se tornaram lugares de sucesso, onde se podia jogar xadrez, ouvir as novidades e apreciar canto, música e dança.  Decoradas com luxo, cada uma tinha seu caráter próprio.  Um lugar onde as pessoas podiam se encontrar e fazer negócios num ambiente confortável e acessível a qualquer um pelo preço de um café. Os mercadores venezianos trouxeram o café para a Europa pela primeira vez em 1615.  Foi também nesse período que surgiram na Europa duas outras grandes bebidas quentes.  A primeira foi o chocolate quente, trazido pelos espanhóis das Américas para a Espanha em 1528.  A segunda foi o chá, posto à venda pela primeira vez na Europa em 1610. A primeira referência ao uso do café na América do Norte data de 1668 e, logo depois, casas de café abriram em Nova Iorque, Filadélfia, Boston e outras cidades.  A Festa do Chá de Boston de 1773 foi planejada numa casa de café, a Green Dragon.  Tanto a Bolsa de Valores de Nova Iorque quanto o Banco de Nova Iorque começaram em casas de café, no que é hoje o distrito financeiro de Wall Street.

 

 

 

 

Rua de São Pedro, 421   -  Fonte dos Marcos   -   2480-160 Porto de Mós   -  Portugal
Telefone (+351) 244 40 33 02   -  Fax (+351) 244 49 12 07
 
correio electrónico    -    página internet

 

 

 

 

 

 

This Web Page Created with PageBreeze, a free tool to Build a Website